QUE FRUTOS VEJO?

Lição p/ Células – Dez/19                                                                                                                                       16 a 22/12/2019

  

“Pela manhã semeia a tua semente, e à tarde não retires a tua mão, porque tu não sabes qual prosperará, se esta, se aquela, ou se ambas serão igualmente boas”. –  (Ecl. 11:6)
“Não me escolhestes vós a mim, mas eu vos escolhi a vós, e vos nomeei, para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça”  – (Jo. 15:16a)

Intr.: Muito se tem ensinado sobre semeadura nesses dias. Os textos acima revelam qual a orientação que Deus dá a esse respeito: “Todos os dias lançar a semente, para que produza os frutos necessários”. A Palavra de Deus fala sobre diversos tipos de semente que devem ser semeados;

REFLEXÃO: Que frutos já posso ver das minhas sementes lançadas nesse ano de 2019 ? 
Entenda que:

  1. É Deus quem dá a semente –  ( II Co. 9:10);
  2. O Terreno (campo) é o mundo e a semente são as Boas Novas do Reino de Deus ( 13:38);    
  3. Para crescer (Germinar) e produzir, uma semente necessita morrer  ( I Co. 15:36).

 

I  – É DEUS QUEM DÁ A SEMENTE  –  II Co. 9:10-11

Paulo nos ensina que tipo de sementes devemos produzir:  “Mas o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio” – (Gál. 5:22-23a).

A semente é produzida a partir do fruto. A Palavra  de Deus diz, quem está em Cristo é nova criatura (II Co.5:17); assim,  “nEle vivemos, e nos movemos, e existimos” (At.17:28a). Dele vêm o fruto, mas a nós a responsabilidade de semear as sementes desse fruto.

  • Que frutos vejo do amor que semeei
  • Que frutos vejo da alegria que semeei
  • Que frutos vejo da paz que semeei
  • Que frutos vejo da paciência que semeei
  • Que frutos vejo da amabilidade que semeei
  • Que frutos vejo da bondade, fidelidade,  mansidão e domínio próprio que semeei

REFLEXÃO:  O que eu aprendo com meu próprio caminhar, me leva a experimentar um viver ainda mais excelente em 2020!

II  –  O TERRENO (campo) É O MUNDO  –  Mt. 13:24, 38a

Em Mt. 5:13-16 Jesus ensina que somos o “Sal da terra e a luz do mundo”, para que eles vejam nossas boas obras e glorifiquem a nosso Pai que está nos céus. Por isso, Ecl. 11:6 “Pela manhã semeia, e a tarde não pare”

III  –  PARA CRESCER E PRODUZIR   –  I Co. 15:36

Essa é com certeza a parte mais difícil do processo da frutificação, o Salmista enfatiza isso no Sl. 44:22 “por amor de ti somos entregues á morte todos os dias”“Os que pertencem a Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e os seus desejos” (Gal.5:24).

É um aprender contínuo de fazer morrer nossa natureza terrena (Col. 3:5-11), para que se manifeste a vida de Deus em nós (Col.3:3).

CONCLUSÃO: Que possamos continuar bradando com ousadia: 2019 melhor que 2018, e 2020 melhor que 2019 – “Tendo por certo isto mesmo, que aquele que em vós começou a boa obra a aperfeiçoará até ao dia de Jesus Cristo” – (Fil. 1:6).

E QUE VENHA 2020

juniorman23

Leave a Reply Text

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *